Terremoto no Chile

chileCentenas de milhares de chilenos estão evacuando a região litorânea após o alerta de tsunami nos mais de 4.000 quilômetros da costa devido ao terremoto de magnitude 8,4 graus na escala Richter que sacudiu o centro do país nesta quarta-feira (16).O Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Armada (SHOA) estendeu o alerta para todo o litoral do Chile e ordenou que os navios fiquem dez milhas náuticas afastados da costa do país.

O Centro Nacional de Sismologia da Universidade do Chile elevou a magnitude do tremor para 8,4 graus. O terremoto foi sentido às 19h54 locais (20h54 em Brasília), com epicentro localizado a 46 quilômetros ao oeste da cidade de Canela e a 15,7 quilômetros de profundidade.

Ler mais

Papa Francisco: a família nos salva da colonização do dinheiro

Da redação, com Rádio Vaticano

Cerca de 30 mil fiéis e peregrinos participaram da Audiência Geral na Praça S. Pedro com o Papa Francisco nesta quarta-feira, 16. O Pontífice concluiu seu ciclo de reflexões sobre a família, recordando que a Igreja está prestes a viver dois importantes eventos: o Encontro Mundial das Famílias, na Filadélfia, e o Sínodo dos Bispos, em Roma.

Para Francisco, diante de uma sociedade administrada pela tecnocracia econômica, é necessária uma nova aliança do homem e da mulher para emancipar os povos da “colonização do dinheiro”. Esta aliança, defendeu o Papa, deve voltar a orientar a política, a economia e a convivência civil.
Desta aliança, a comunidade conjugal-familiar do homem e da mulher é a gramática gerativa. Deus confiou à família não o cuidado de uma intimidade fim em si mesma, mas o projeto de tornar “doméstico” o mundo.

“Propriamente a família está no início, na base desta cultura mundial que nos salva; nos salva de tantos ataques, destruições, colonizações, como a do dinheiro e a das ideologias que tanto ameaçam o mundo. A família é a base para defender-se”, disse o Papa.

Ler mais

A presidenta Dilma Rousseff sancionou mudança na Lei de Execução Penal que institui os estudos do ensino médio nos presídios brasileiros

cadeiaA presidenta Dilma Rousseff sancionou, na última semana, uma mudança na Lei de Execução Penal que institui os estudos do ensino médio nos presídios brasileiros. A Lei 13.163 tem origem na Câmara dos Deputados, em 2002, com o Projeto de Lei autoria do então deputado e atual senador Paulo Rocha (PT). O senador explicou à Rádio EBC que atualmente a juventude é uma presa fácil do esquema de drogas no país. Consequentemente, a quantidade de jovens presos chama a atenção, já que mais de 50% da população carcerária do Brasil é formada por jovens infratores. Para ele, a juventude brasileira é de responsabilidade da própria família e, também, do Estado. “Primeiro, a responsabilidade da nossa juventude ou é da família ou do Estado, que não tem competência para criar condições no período da juventude, que são estudo, educação, etc”.   Paulo Rocha citou como exemplo um rapaz que é preso com 18 anos e cumpre pena de 10 anos. Segundo ele, o rapaz sai com 28 anos, muito mais perigoso ou mais revoltado com a sociedade, e não reeducado. Por isso, a ideia é da nova lei é que o preso volte para a sociedade mais preparado e educado para enfrentar a vida fora da cadeia.   “A minha ideia é que dentro do presídio ele tenha oportunidade de se preparar no outro patamar de educação que o mundo não lhe deu”, ressaltou.

fonte:bahianoticias.com.br