pri 2017

Dicas de Saúde: Você já ouviu falar em Condromalácia Patelar?

pri 2017
Priscila Silva – Fisioterapeuta Pós Graduada em Pilates – Diretora do Studio Corpus Pilates

A coluna Dicas de Saúde está de volta, essa semana a fisioterapeuta Priscila Silva estará falando sobre a Condromalácia Patelar, a cada semana um assunto será abordado, em 2016 foram 31 matérias com diversas orientações relacionada á saúde e medicamentos, os internautas elogiaram a iniciativa do blog e também ajudou sugerindo tema e em 2017 não vai ser diferente, se você querer sugerir algum tema é só enviar email para valdo206@hotmail.com  ou chagasdecristo.adm@gmail.com, WhatsApp (77) 99148-7986 ou (77) 98101-0676.

Você já ouviu falar em Condromalácia Patelar?

A condromalácia patelar é à perda da cartilagem que envolve a patela, também conhecida como síndrome da dor patelo-femural ou joelho de corredor.

cartilagem

Causas

Sua incidência na população é bastante alta, aumentando conforme a faixa etária e é mais comum em pessoas do sexo feminino e acima do peso.  Pode estar relacionado a fatores anatômicos, histológicos e fisiológicos.

Os fatores mais comuns são instabilidade, trauma direto por fricção entre a patela e o sulco patelar do fêmur, bastante comuns em esportes de impacto (futebol, vôlei, ciclismo, tênis, corrida, basquete) por força excessiva na região, fratura, subluxação patelar, músculo vasto medial ineficiente, mau alinhamento pós–traumático, lesão aguda da cartilagem femoropatelar, causando fissuras e provocando desconforto e dores que não vem da cartilagem, mas dos tecidos carregados próximos da patela. Deve ainda ser citada as chamadas causa idiopática, quando não são identificadas alterações anatômicas que justifiquem o desenvolvimento da doença.

Nos pacientes jovens, as lesões da cartilagem, se não forem diagnosticadas e tratadas, podem resultar em osteoartrose prematura.

Sintomas

  • Inchaço por baixo da rótula do joelho;
  • Dor constante na região do joelho;
  • Dor durante corre, subir e descer escadas e ao ficar muito tempo sentado;
  • A dor piora ao uso de salto alto.

A condromalácia patelar pode ser classificada em quatro níveis distintos, daí a importância de realizar um tratamento o mais breve, para que a cartilagem não desgaste ao total, resultando em sua perda total.

joelho ok

Tratamento

O diagnóstico é feito pelo médico ortopedista e fisioterapeuta, através de avaliação clinica e exame como ressonância magnética.

O tratamento é feito com medicamentos anti-inflamatórios, meios físicos, cinesioterapia, kinesio taping e Pilates e a evolução costuma ser favorável.

Exercícios isotônicos assistidos e fortalecimento da musculatura do quadríceps, principalmente do vasto medial obliquo, outro tratamento com excelente resultado, é o RPG (Reeducação Postural Global). Somente quando o tratamento conservador não obteve resultado, o tratamento cirúrgico é indicado.

 Recomendações

– Durante o tratamento é importante não sobrecarregar o joelho, fazendo-o descansar para evitar edema e prevenir um processo inflamatório.

– para quem realiza alguma atividade física, é indispensável o investimento anterior em alongamentos e o investimento posterior em exercícios de descompressão.

– Para corrida é de extrema importância usar tênis com amortecedor.

– Evitar saltos.

-Com relação ao retorno aos esportes, são recomendados treinos inicias com intensidade leve.

Um pensamento em “Dicas de Saúde: Você já ouviu falar em Condromalácia Patelar?

  1. Bom dia,

    Fui diagnosticado com condromalacia patelar inicial nos dois joelhos. Não chega a ter uma dor insuportável, apenas incomoda e os estalos as vezes assustam um pouco, pois fico receoso de fazer o exercício estalando e isso piorar o caso.

    O médico recomendou fazer academia com alguns exercícios específicos. Minha dúvida é: nesses execícios, enquanto eu estiver fazendo, se estalar mas não tiver dor, posso continuar fazendo ou preciso mudar a angulação/deixa de fazer o exercício.

Deixe um Comentário